Liderança No Setor De Líquidos Refrigerantes Naturais

A estimativa é de que a temperatura média global aumente de 1,5 °C a 7 °C até o final deste século, potencialmente resultando em efeitos catastróficos. As escolhas que fazemos hoje são cruciais para reduzir esse aumento. Isso inclui quais líquidos refrigerantes são usados em nossos sistemas de resfriamento e ar condicionado.

Case study cranberries canada content

Os líquidos refrigerantes químicos sintéticos, amplamente utilizados no mundo todo atualmente, têm uma capacidade de aquecer a atmosfera milhares de vezes maior que o dióxido de carbono, um dos gases aos quais normalmente nos referimos como “gás de efeito estufa”. As pesquisas sugerem que os CFCs foram responsáveis por quase 8% do total de emissões que aumentam o aquecimento até o momento. Além disso, os especialistas ambientais acreditam os hidrofluorocarbonetos, atualmente os líquidos refrigerantes sintéticos mais comumente usados, também produzem uma forma de ácido, à medida que se degradam, e este é prejudicial ao meio ambiente, à vida marinha e aos seres humanos.

A Güntner defende há muito tempo o uso de líquidos refrigerantes naturais, como dióxido de carbono, amônia, hidrocarbonetos e água. Todos esses têm potencial de aquecimento global mínimo ou nenhum nas quantidades que provavelmente serão liberadas dos sistemas fechados. Um outro benefício do dióxido de carbono é que ele é não tóxico ou inflamável. Por esta razão, seu uso está crescendo em popularidade como uma alternativa viável aos líquidos refrigerantes sintéticos e pode ser encontrado em uma variedade de ambientes, desde supermercados até grandes instalações de refrigeração.

“COMO EMPRESA, ESTAMOS FIRMEMENTE COMPROMETIDOS COM UM FUTURO MAIS VERDE PARA A NOSSA INDÚSTRIA. QUASE METADE DOS CONDENSADORES, EVAPORADORES E RESFRIADORES DE GÁS DA GÜNTNER VENDIDOS EM 2022 USAM LÍQUIDOS REFRIGERANTES NATURAIS E ESPERAMOS AUMENTAR ESSE NÚMERO RAPIDAMENTE NO FUTURO.”
FABIAN GANSER ESPECIALISTA EM SUSTENTABILIDADE E MUDANÇAS CLIMÁTICAS, GÜNTNER

Na Emblem Cranberry, na região de Sainte-Eulalie, na província canadense de Quebec, pode ser encontrado um dos maiores sistemas transcríticos de resfriamento de CO2 do mundo. A empresa é uma grande processadora e distribuidora de cranberries e outras frutas pequenas. Sua instalação foi inaugurada em 2016 e passou por uma reforma de três estágios, que foi concluída em novembro de 2021. Agora, possui um túnel de congelamento rápido, duas zonas de produção para triagem, limpeza e embalagem de fruta, uma câmara frigorífica e duas zonas de expedição refrigeradas. A instalação pode acomodar 25 milhões de quilos de cranberries e 7,3 milhões de outras frutas.

A Emblem utiliza um sistema de resfriamento adiabático por meio do Resfriador de Gás com hydroBLU da Güntner. “Este projeto foi construído tendo em vista o longo prazo, então Güntner foi uma boa escolha para nós. Ela oferece um resfriador de gás de alta qualidade com serpentina de aço inoxidável e uma carenagem forte e robusta”, diz David Bastrash, gerente de engenharia e fabricação, da Zero-C, fornecedor de sistemas.

“Os controladores da Güntner tornam as soluções adiabáticas as mais adequadas para casos de armazenamento de frutas como este”, acrescenta Jascha Heynck, Vice-presidente de vendas da Güntner na América do Norte. “Usar o hydroBLU em clima quente para melhorar o desempenho do sistema de resfriamento de CO2 pode economizar até 25% de energia e 50% do consumo de água. O Resfriador de Gás V-shape VARIO oferece excelente desempenho, graças a sua economia de energia e redução do espaço necessário para instalação.”

Os sistemas de resfriamento de CO2 geralmente permitem que mais calor residual seja recuperado do que aqueles que usam líquidos refrigerantes sintéticos, fornecendo uma valiosa fonte de calor. Na Emblem, o calor produzido pelos racks de CO2 é transferido por um sistema de resfriamento de glicol e é usado para o aquecimento do prédio e dos escritórios, assim como para aquecer a água usada na limpeza da fruta – isso resulta em uma redução de custos e das emissões.

“TEMOS UM SISTEMA DE CALEFAÇÃO DE 100 KW PARA AQUECER O PRÉDIO QUANDO O COMPRESSOR NÃO GERA CALOR SUFICIENTE. EM SEIS ANOS, OPERAMOS APENAS UMA VEZ, ENTÃO PRATICAMENTE NÃO TEMOS CUSTOS DE AQUECIMENTO PARA A INSTALAÇÃO.”
VINCENT GODIN PRESIDENTE, EMBLEM CRANBERRY

A instalação bem-sucedida na Emblem de um sistema de resfriamento de CO2 em larga escala mostra o caminho para um futuro no qual os líquidos refrigerantes naturais se tornarão a norma e nosso planeta colherá os benefícios. A Güntner tem o orgulho de ser líder no setor.